O vulcão Theodor Wolf, situado na Ilha Isabela (Galápagos), entrou em processo eruptivo na madrugada da segunda-feira 25 de maio, depois de 33 anos em estado de inatividade. Este fato chamou a atenção de turistas nacionais e estrangeiros, que há vários dias empreendem viagens pelas proximidades da ilha para testemunharem este impressionante fenômeno natural.

 

Com 1.707 metros de altura, o vulcão Wolf é a maior elevação da região insular e um dos cinco vulcões que atualmente se encontram em atividade nas Ilhas Galápagos. Apesar da fluidez de lava e constantes erupções, não apresenta risco para seres humanos, visto que está afastado de populações, mas sim para a espécie de iguanas cor-de-rosa únicas no mundo que vive nesta área. A Direção do Parque Nacional Galápagos (DPNG) é a encarregada de monitorar permanentemente sua atividade e avaliar possíveis impactos.

 

O Conselho de Governo de Galápagos (CGREG) anunciou que uma vez que a atividade eruptiva diminua, será monitorado o estado da população de iguanas cor-de-rosa que habitam na zona.

 

 

 

Impacto mundial

 

Impressionantes fotografias deste fenômeno que chamaram a atenção de milhares de pessoas ao redor do mundo foram publicadas em vários meios de comunicação internacionais; entre estes, EFE, AFP, Reuters, ABC da Espanha, Telam – Agencia Nacional de Noticias de Argentina, BBC, CNN em espanhol, Univisión, El Mundo da Espanha, Euronews, La Nación de Venezuela, Prensa Latina, Telemundo, El Informante do México e China Xinhua News.

 

“As impressionantes fotografias do vulcão Wolf” é o título da reportagem do ABC da Espanha, apresentando uma galeria de imagens do fenômeno. Nesta mesma linha, a BBC definiu como “espetacular” a erupção do vulcão.

 

Cabe mencionar que a erupção não interrompeu a atividade turística da ilha Isabela, assim como tampouco afetou a operação aérea aos aeroportos das ilhas San Cristóbal e Santa Cruz.

 

 

Share this post

Submit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn