AS FLORESTAS DIVERSAS E VA LIOSAS


Selva tropical é a expressão que se utiliza constantemente para descrever o diverso e complexo conjunto de ecossistemas que conformam a Amazônia. Existe grande diversidade de espécies de flora e fauna. A quinta parte de toda a água doce do planeta está na bacia amazônica da América do Sul.


Há florestas baixas chamadas várzeas, que estão situadas nas ribeiras dos rios; e altas, chamadas terra firme. Também existem zonas inundáveis, regiões sempre inundadas, lugares que podem ou não receber ventos fortes. Há ainda áreas com árvores maduras (florestas primárias), e outras zonas em recuperação depois de queda de árvores”, segundo Kelly Swing, diretor e fundador da Estação de BiodiversidadeTiputini (EBT), da Universidade San Francisco de Quito (USFQ).



Swing menciona que a categorização das florestas depende da perspectiva do observador. “Algumas pessoas veem o mundo inteiro como umúnico ecossistema ou organismo. Na selva, pela presença de tantas espécies com seus papéis e múltiplas interações, a região amazônica deveria ser considerada como uma unidade complexa que merece um grande enfoque para apesquisa e a aplicação de ótimas estratégias de proteção”, argumenta o diretor da Estação de Biodiversidade Tiputini.


A conservação dos ecossistemas tem uma importância chave na regulação do planeta Terra. “Os ciclos de minerais, oxigênio e água passam pelos ecossistemas do mundo. A natureza e nós dependemos destes recursos. Não existe matéria-prima que não venha da natureza”, observa.


Ao falar da Amazônia, o cientista argumenta que “a floresta amazônica é tão extensa, que seu papel é particularmente importante para o planeta.


A floresta intacta funciona em um certo nível de eficiência em relação a tudo isto; assim como a renovação de recursos que queremos utilizar. Quando está intervinda, sua capacidade diminui”, expressa o diretor da Estação de Biodiversidade Tiputini, da USFQ.


“O fluxo de energia entre a atmosfera e a biota é parte do equilíbrio que resulta no clima mundial e local. Uma mudança em qualquer parte do ciclo (introdução de mais carbono, eliminação de florestas, etc.) provoca alterações nas vidas dependentes, o que por sua vez muda a disponibilidade da água e da produtividade da agricultura”, menciona Swing, diretor da Estação de Biodiversidade.

As principais funções que as florestas possuem são a produção de oxigênio ea absorção de dióxido de carbono (CO2). “Como lugar de armazenamento de carbono, em madeira e folhas, as árvores são importantes para a concentração que fica no ar. Outra função é a provisão de habitat para a maioria da flora e fauna do planeta. Provavelmente, 80% de todas as espécies vivem em regiões equinociais”, assinala Swing. Em relação à água, a circulação desta na Amazônia afeta o clima (pluviosidade) em mais da metade do país.

Share this post

Submit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn